quarta-feira, 30 de agosto de 2017

As Sutilezas Diárias



Eu realmente não entendo o que acontece ao meu redor, sabe quando você é a pessoa que mais tenta e nunca consegue dar um passo além? É assim que me sinto quase todos os dias, eu realmente não entendo, não entendo!
Existem momentos que eu só quero que tudo pare, que tudo  desapareça, que eu tenha que parar, mas não para. Todos os dias eu tenho que me auto afirmar, me alto reconhecer... Não sei, me sinto num labirinto e as pessoas a minha volta também me provocam isso! Eu não sei, parece que nada que eu faço tem um verdadeiro valor, eu sou uma pessoa extremamente independente e isso me mata muitas vezes. Eu não peço permissão, eu faço! 
E todas as conquistas que possuo são por méritos próprios, eu lutei por isso e consegui! Mas por mais que eu sinta orgulho de mim mesmo, eu sou o único que se orgulha, não quero atenção, não quero nada de ninguém, mas no minimo um reconhecimento. A única coisa que conheço na minha vida é critica, a critica dos outros e as minhas, eu exijo demais de mais, reconheço, mas isso é para o meu crescimento, para que eu sempre tenha vontade e desejo de cada vez ser uma pessoa melhor em todos os sentidos. 
Busco de mim sempre o melhor, sempre o meu máximo, o minimo não é valido quando se trata das minhas tarefas... Mas isso tem me deixando tão exausto, tenho 19 anos e me sinto com uns 30/40. Eu realmente não sei para onde minha juventude foi, ela apenas escorreu entre os meus dedos. 
As pessoas a minha volta desistem de mim, todos, eu pouco sei o que é companhia, sempre foi eu e só eu, não existe um desejo das pessoas a minha volta de querer estar comigo, e eu sou sempre aquele que carrega todos comigo. Mas carregar o mundo nas costas é algo tão exaustivo.
Eu não consigo ser egoísta e fazer só aquilo que me levará a algum lugar, quero crescer junto com aqueles que estão a minha volta. Mas não há pessoas a minha volta que querem crescer comigo...
Eu estou cansado de enfrentar batalhas sozinho! 
Gostaria realmente de ser o bosta que me intitulam!
Continue Lendo ►