sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Capitulo 82 - Relógio



Capitulo 82 - Relógio 


-Então ... Nossa família por algum motivo se distanciou e eu e minha mãe por algum motivo fomos morar com um cara ai, mas eu era muito novo para compreender, tudo oque acontecia, e até hoje não entendo muita coisa ... – continuei contando para ela, que me abraçava acariciando com seus dedos leves. - ... e foi ai que sai de casa e fui morar sem querer, com Lucia.
-Agora sim, algo faz sentido para mim! – falou ela.
-Eu tenho medo de irmos lá e encontrar esse infeliz!
-Relaxa vai dar tudo certo, eu prometo! – disse ela me incentivando.
-Sei não! Mas por você irei tentar! – dei um beijo nela. – Vou chamar minha mãe para o casamento.
-Então temos que enviar o convite logo!
-Faltam 2 dias o correio demora! Teremos que ir lá!
-Vai dar tudo certo.
Descemos nos dois juntos, para comer meu lanches e depois descansar pois amanha ia ser um dia muito cansativo.
...
...
Naquela noite recompensamos o tempo perdido com a distância, e depois de comer, fomos para o quarto, fazer nossa comemoração, só do jeito que agente sabia fazer.
Eu a deitei na cama e fiquei sobre seu corpo, seus beijos me entreterão me deixando cada vez mais ansioso e excitado, eu lhe dava mordidas eu sem pescoço e ela em resposta me dava apertões e dava gemidos leves, mais beijos e caricias rolaram até o momento que não se aguentávamos mais, sentei na cama e ela se sentou em cima de mim, pegadas fortes, afagos contínuos, amor presente e muito prazer ...
...
Deitamos cansados, principalmente a Aline, e ficamos abraçados, até cairmos no sono, ela logo cedeu ao cansaço, mas eu resisti um pouco para veja dormindo enquanto lhe acariciava, até meus olhos fecharem e me levarem a outro mundo.
“Minha mãe estava sentada na sala fitando a televisão quebrada, como sempre fazia, eu e Aline entramos na casa, sem bater, a porta estava quebrada mesmo, então mamãe ouviu nossos passos e então olhou para trás, e abriu um sorriso largo para mim.
-Filho que saudade, quanto tempo! Por onde esteve? – levantou ela com dificuldade.
-Oi mãe! – disse simplesmente com um sorriso cauteloso e vergonhoso.
-Essa é sua namorada? Tão linda ...
-Minha noiva! – interrompi ela.
-Noiva? Oh! Meus parabéns.
-Aline essa é minha mãe! – apresentei as duas. – E mãe essa é a Aline!
-Eu estava muito ansiosa, para conhece-la! – falou a Aline com as bochechas rosadas.
-Você é muito linda, meu filho tem sorte! – disse ela olhando para a Aline.
“Minha mãe parecia cansada, e ao olhar no chão vi uma garrafa de pinga, ai sim eu percebi que ela também não estava sã, mas mesmo assim aguentei firme, e fiquei ali pela a Aline.
-Quando iram se casar? – perguntou ela.
-Amanha! – falei rapidamente.
-Amanha? – perguntou ela surpresa.
-Sim, e eu gostaria muito que você fosse! – disse a Aline.
-Eu não posso! Se o Marcelo, souber ... – ficamos em silêncio por um tempo.
-Se eu souber oque? – disse o drogado entrando com um sorriso irônico. – Olha quem está de volta! – disse ele. – E trouxe uma putinha com você!
-Cala a tua boca, porto infeliz!!! – gritei irritado.
“Tentei sair da casa com a Aline, mas não foi possível ele me pegou pelo braço e me jogou no chão, e para meu azar ele estava sobreo e eu não teria força o suficiente para detê-lo e sair dali com a Aline.
“Ele se aproximou de mim e começou a me chutar, me deixando cada vez mais mole e indefeso...
-Você sempre foi muito mal criado, está na hora de pagar o preço. – a Aline, gritava de desespero e minha mãe gritava para que ele para-se. – E oque se acha dessa vadia? Será que se adaptaria ao meu trabalho, junto a sua mãe? E ela ganharia muito dinheiro, pois é bem gostosinha!
“Ela agarrou a Aline, e começou a acaricia-la e seu objetivo era me provocar, e com certeza ele conseguiu, a Aline gritava e chorava de pavor, minha mãe continuava imóvel, só a pedir, e eu tentava me levantar, mas eu estava dolorido e mole...
“E ele não parou, foi obrigado a assistir ele molestar a pessoa que eu mais amo, e com lagrimas nos olhos ela berrava e eu chorava por ser tão incapaz e inútil e não poder ajuda-la!”
Acordei assustado, com os olhos alagados e a expressão de espanto e desespero.
A Aline não estava mais na cama, e então desci direto para a cozinha onde eu a encontrei preparando o café.
-Bom dia amor! – disse ela.
-Bom dia, minha linda! – respondi, estava aliviado por ver que ela estava bem.
- Aconteceu alguma coisa ? Você parece preocupado. – perguntou ela.
-Não eu estou bem! – menti.
Sentamos para tomar o café da manha e então a Aline resolveu quebrar o silêncio.
-Estou ansiosa para conhecer sua mãe! – disse ela de orelha a orelha. – Ela é bonita? Será eu vai gostar de mim? ... – eu estremeci com a ideia.
-Nós não vamos lá!!! – gritei.
-Mas você me prometeu! – afirmou ela.
-Sim e eu vou cumprir, mas não vou por você em risco! Vou tentar ligar para lá! E nos últimos dos últimos casos eu irei lá! Sozinho!!! – respondi nervoso.
-Mas eu quero ...
-Por favor, deixa eu te proteger e cuidar de você! Por favor! – pedi a ela.
-Aconteceu alguma coisa, se tá diferente! – disse ela.
-Não se preocupa eu estou bem! Só deixe eu cuidar de você, por favor! – pedi novamente.
... 
...  
Capitulo 83 - Se prepare. 
Continua ...

Nenhum comentário :