segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Capitulo 80 – Faço Questão



Capitulo 80 – Faço Questão

Tudo era tudo muito natural, nada muito exagerado, com muitas luzes, e flores brancas, e uma decoração um pouco rustica.
Estávamos em uma louca correria, mas adorávamos aquilo, e ficamos tão cansados que nem tivemos tempo de nos divertir um pouco nas noites.
Mas agora faltava pouco, tudo estava mais ou menos preparado, e eu e ela só aguardávamos ansiosos para o memento, Luke também estava feliz, ele era uma peça importante no casamento, ele levaria nossas alianças.
...
...
Passada essa semana de loucuras, faltando apenas 3 dias para o nosso casamento, eu e a Aline havíamos dormido cedo naquela noite e acabamos dormindo até tarde por causa do cansaço acumulado, ainda mais Aline, como o nosso Mini Dino que continuava a crescer e logo estaria entre nós.
Quando acordei logo olhei o relógio, era 11h e alguns minutos da manha, abracei Aline novamente, acariciei sua barriga agora mais crescida, e lhe dei um beijo no rosto que a fez sorrir.
-Você não estava dormindo? – perguntei.
-Não! Só estava com preguiça! – disse ela ainda de olhos fechados. – Não é fácil ser mãe!
-É imagino! – disse a abraçando. – E a mamãe, não quer dar um beijo no seu papai? – falei carinhosamente com aquela voz de entreter crianças.
-Mas é claro, que mamãe quer! – disse ela com sua voz macia da manha e entretendo sua criança.
Demos um beijo e ficamos abraçados um ao outro deixando o tempo passar e nos entreolhando com sorrisos de encanto de um conto infantil.
-E o nosso Dino como vai? – perguntei pra ela.
-Para de chamar o Arthur assim, ele num é Dino!
-Nosso Monstrinho então?
-Será que ele gosta de Lady Gaga?
-Nosso Little Monster!
Caímos na gargalhada, sem motivo, com certeza era a brisa matinal nos afetando.
-Mas como ele está?
-Como sempre! Ótimo! – disse ela sorrindo e o cariciando.
E antes de descermos para nosso café da manha em família, a acariciei e lhe beijei, até Luke entrar no quarto brincando com a gente, puxando o edredom aos latidos, com o rabo elétrico.
-Aaah garoto eu te pego! – disse pra ele, e fui atrás dele.
Luke saiu correndo e latindo, e lá estava começando o pega-pega  com dois grandes amigos, mas ao descer as escadas, eu o peguei na sala e brinquei com ele, e a Aline descia as escadas olhando nos dois.
-Vou preparar o café, crianças! – disse ela.
-Ta bom!
Continuei a brincar com Luke e depois o peguei no colo e fui para a cozinha, ver ela preparando o café que já estava coando, logo estava pronto, e então soltei luke no chão brincando com ele.
Costumam dizer que a noite é uma criança, mas eu digo que naquela manha, ela era uma criança, alegre e extrovertida, mas como que é bom dura pouco...
Eu sentei na mesa e a Aline me serviu o café e depois se sentou.
-Já enviou o convite a sua mãe? – perguntou ela.
-Aline! – falei com a voz frouxa.
-Você enviou Fêh ?
-De novo esse assunto? Vamos parar! – disse desviando.
-Felipe, você enviou? – insistiu ela.
-Não! Não enviei! –falei nervoso. – Satisfeita?
-Porque você não enviou? – perguntou ela ainda calma. – Você me falou que enviaria essa semana!
-Mas eu não quero que ela vá!
-Porque?
-Aline já chega! Não quero discutir esse assunto com você de novo!
Me levantei e fui em direção a sala.
-Felipe volta aqui! –falou ela agora irritada. – Agora você vai me ouvir, por bem ou por mal!
-Eu não quero mais falar disso com você! – eu segui meu rumo a sala e ela veio atrás de mim.
-Eu já estou cansada dessa história! – falou ela.
-Eu também, então vamos parar...
-Eu vou me casar com você, e ainda nem conheço sua mãe, e não sei nada sobre sua família, você nunca me explicou o porque!
-Não fara diferença se ela não estiver nada!  - disse ligando a tv.
-Pra mim fará!!! – gritou ela para mim, mas depois se conteve e tentou manter a calma. – Eu quero que alguém da sua família esteja lá! É o meu casamento e eu amaria ver alguém da família do meu noivo, prestigiando isso, ainda mais se for a mãe dele, porque a minha eu não posso ... – ela acabou se emocionando e parou de falar.
-É nosso casamento, então decidimos juntos e eu não quero que minha mãe esteja lá.
-Sendo assim não haverá casamento algum!!! – gritou ela.
-O que? Se enlouqueceu? -  perguntei, me levantando.
-Eu desisto de tudo! De casamento, oque for!
-Mas...
-Estou cansada de você e essa sua teima infantil!!! – gritou ela. – E te dou até amanha para decidir, se casa comigo com sua mãe presente ou continua com a sua teima e não se casa! – falou ela subindo as escadas, irritada e quase chorando.
Me joguei no sofá e senti que realmente eu estava sendo infantil em não querer a minha mãe presente, mas não queria que ela fosse. Luke saiu da cozinha e foi para o quarto com a Aline, parece que ele sempre entendia quem estava certo.
...
...
Capitulo 81 -É perigoso! 
Continua...

Nenhum comentário :