sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Capitulo 64 – Voo




Capitulo 64 – Voo
Me despedi da Carol e logo voltei para casa, e como combinado na tarde seguinte levei o passaporte para ela, e depois de alguns dias ela me liga, avisando que a passagem, já havia chegado, e quando fui pega-la, Carol me passou todas as informações necessárias, e agora era só esperar o dia do voo.
...
...
Uma noite antes do voo, depois determinar de arrumar as malas. Eu e a Aline tomamos um banho e fomos para a cama.
-É amanha que é voo, não é amor? – perguntou ele olhando nos meus olhos e acariciando minha nuca.
-É amanha sim!
-Eu vou sentir muito a sua falta.
-Também vou, minha linda, ficar longe de você é horrível!
-Mas é por uma boa causa.
-É.
-Promete que vai pensar em mim todos os dias?
-Mas é claro amor, eu vou pensar em você todos os dias, todas as noites, todos os momentos, todas as horas, minutos e segundos, eu sempre vou pensar em você! E sempre vou te amar, até que meu coração pare de bater. Eu te prometo.
-Ooh seu fofo! – disse ela sorrindo e me deu um selinho.
-E você vê se não me esquece!
-Pode deixar, nunca vou esquecer de você!
-Hum bom mesmo!
-Você vai me ligar? Me mandar mensagem, e-mail ... O que for?
-Prometo mandar todos os dias!
Ficamos um tempo em silêncio, e depois ela resolve quebra-lo:
-Quem vê pensa que vamos ficar décadas sem se ver!
-Mas 1 segundo longe de você é uma eternidade. Praticamente será uma década!
-Vou sentir muito a sua falta.
-Eu também, sentirei sua falta, falta do seu amor, carinho, sua voz, seu cheiro, seu corpo, sua boca macia, dos seus beijos leves... Sentirei falta de estar ao seu lado...
-Ainda bem que só uma semana.
-Que será longa...
-Mas vamos parar, vamos aproveitar esse tempo que temos juntos.
-E oque você sugere?
-Uma brincadeira, bem divertida... – ela deu um sorriso malicioso. – Bem inocente.
-Hum sei! Bem inocente?
-É; super inocente.
-Aline você não me engana garota! Vem cá! – disse sorrindo maliciosamente.
Ela sentou-se no meu colo e eu me levantei da cama e minha boca se encontrou com a dela, a agarrei pela cintura e ela afagava minhas costas e minha nuca, me deixando arrepiado, da cabeça aos pés. Com selinhos desci até seu peito e depois voltei para sua boca, a deitei novamente na cama e fiquei sobre ela. Acariciei sua barriga ela ainda afagava minhas costas.
Nossos beijos eram molhados, delicados e viciantes, comecei a acaricia-la e ela sorria a cada toque meu, ela estava sem nada nas pernas, oque me deixo mais animado e acariciei sua cocha. Ela com as mãos pequenas e leves acariciava meu peito e minha barriga, que estavam descobertos.
Tirei a regata dela e com a boca abaixei uma das alças do sutiã, com uma das mãos o abri e com a outra continuei a pega-la, cada minuto que passava nossos beijos ficavam mais intensos, a Aline abriu o cinto e o botão da calça e olhou para mim mordendo o lábio inferior, dei um selinho nela e mordi seu lábio também, e depois caímos em mais beijos.
Tirei a calça e mais caricias surgiram, até...
...
...
Na manha seguinte, acordamos as 6 horas  e fomos tomar o café da manha, estávamos calados e quietos, enquanto comíamos demos alguns beijos e trocamos caricias. Depois de terminar, ajeitamos tudo como sempre e depois fomos nos arrumar, tomamos nossos banhos e colocamos roupas limpas, e eu chamei um taxi.
Enquanto esperávamos a chegada dele, ficamos sentados na sala abraçados e ficamos vendo desenho, quando o taxi chegou levei as malas para o porta mala, e antes de ir me despedi do Luke.
-Tchau garoto, cuida bem da casa!-ele deu um latido como resposta.
Fechei a porta e entrei no carro, o taxi nos levou até o aeroporto, e eu a Aline ficamos abraçados a viajem toda e de mãos dadas um com o outro, sem dizer uma única palavra.
Quando chegamos no aeroporto, o voo estava atrasado, e enquanto esperava ficamos abraçados, sentindo um ao outro!
Logo escutamos nos alto falantes:
“Passageiros do voo 504, com destino a Londres, por favor se dirigira até a área de embarque!”
-Amor é meu voo! – disse a ela.
-É chegou a hora. – disse ela triste.
-É chegou.
-Se cuida tá bom?
-Se cuida também. Se acontecer alguma coisa me avisa, que eu venho de qualquer jeito para cá.
-Uhum.
Nos abraçamos e demos um beijo forte e reconfortante, e acabamos chamando atenção de algumas pessoas.
-Eu Te Amo Muito Aline!
-Eu também Te Amo Muito Felipe!
-Assim que chegar em casa me avisa!
-Pode deixar.
“Passageiros do voo 504, com destino a Londres, por favor se dirigira até a área de embarque!” anunciaram novamente os alto falantes.
-Eu Te Amo! – disse dando um beijo na sua testa.
Depois me ajoelhei e acariciei sua barriga, vários olhos nos flecharam.
-Arthur o papai Te Ama Muito, e em breve estarei de volta, papai Te Ama. –lagrimas surgiram nos meus olhos dei um beijo na barriga dela e depois a acariciei, e senti um leve chute e deu mais um beijo. –Eu Te Amo Arthur.
Me levantei novamente e beijei a Aline.
Peguei minhas malas e fui saindo, mas antes deu um abraço nela, e então segui para a área de embarque, Aline ainda me olhava e eu as vezes voltava os olhares para trás para vela.
A partir dali não a veria por uma semana...
...
...
Capitulo 65 – Londres
Fiquei maravilhado com a vista, era tudo tão diferente, as pessoas, o ar, enfim tudo...
...
Continua...

Nenhum comentário :