segunda-feira, 30 de julho de 2012

Capitulo 61 – Será que sim?



Capitulo 61 – Será que sim?

Desliguei o telefone, e fiquei pensativo, Aline acariciava meus fios de cabelo ondulados, e eu fitava o chão pensando se deveria aceitar.
-Oque ela queria amor? – perguntou Aline.
-Que eu participasse de um editoria de moda.
-Ué vai, num tem problema.
-É em Londres! – falei irritado.
-E oque tem? Você pode ir, num tem problema!
-Mas eu num quero ficar longe de você e do Arthur!
-É só uns dias Lipe, relaxa, você pode ir. Afinal é seu trabalho.
-Não sei.
Me levantei do sofá e fui para fora, sentei em um dos sofás da salinha e fiquei olhando o mar, pensativo.
...
...
Aline saiu da casa e veio falar comigo, sentou do meu lado, e abraçou e me deu um beijo no testa:
-Amor, se acalma um pouco!
-Uhum!
-Por que você não quer ir?
-Eu não quero ficar longe de você e do Arthur.
-Porque? Vai ficar tudo bem!
-Se você pudesse ir junto!
-Não, ai num dá, não posso focar muito longe do medico.
-Eu sei.
-Olha decide isso depois, vou fazer um chá para nós!
-Tá bom!
Ela me deu um selinho, e voltou para casa e eu fiquei olhando o céu, que estava lindo e aconchegante, e nos prendia a atenção. Quando Aline voltou, eu estava tão distraído que nem percebi ela chegando, ela estendeu a xicara pra mim e a peguei.
Deixei a xicara esquentar meus dedos e a palma da mão, e depois que ele deu uma esfriada tomei, Aline já estava quase acabando, e quando por fim acabou, ela começou a me fazer cafuné e me abraçou.
 A Lua era brilhante e a brisa leve, olhava as estrelas e sentia as mãos delicadas nos meus fios de cabelo, o chá já estava quase no fim, o sono estava chegando e meus olhos já não conseguiam ficar muito tempo abertos.
-Amor, vamos dormir? Me deu sono! – falou a Aline.
-Vamos, também estou cansado.
Entramos e trancamos a porta, eu e ela fomos para o quarto, deitamos e ficamos abraçados nos olhando, e logo peguei no sono.
...
...
Na manha seguinte, quando acordei, Aline ainda dormia, eu fiquei a observando por um tempo e depois, acariciei  seu rosto e fui para a cozinha fazer o café da manha.
Preparei os lanchinhos dela, e fiz um suco, e quando estava terminando o café ela aparece na cozinha me abraçando por trás.
-Bom dia amor – falei.
-Bom dia seu lindinho.
Sorrimos um para o outro e nos beijamos:
-Fez o café da manha para mim? – perguntou ela.
-Uhum, estou cuidando da sua alimentação agora. – falei num tom brincalhão.
Coloquei tudo sobre a mesa e sentamos para comer, e enquanto comíamos conversamos um pouco, até chegar no assunto da viajem:
-E então você decidiu? – perguntou a Aline.
-Ainda não sei.
-Vai ser ótimo pra você, para sua carreira ...
-Eu sei...
-E então? Vai?
Ficamos em silêncio por um tempo e logo quebrei o silêncio:
-É... Aline hoje nos temos que voltar!
-Por que?
-Eu tenho que resolver esse negócio da viajem.
-Você vai? – perguntou ele animada.
-Acho que sim! – afirmei sorrido, por causa da Animação dela.
...
...
Capitulo 62 – Amiguinho
Olhei aquela figura baixa perto da árvore e logo reconheci...
Continua...

Nenhum comentário :