segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Cap.3 - Divisão




Capitulo3- Divisão  

Não demorou muito tempo para o individuo sair do meio da campina e voltar a floresta, então de certa forma relaxei um pouco ,mas mesmo assim sentia os outros cercando a campina e nos observando. Desde que continuassem ali sem fazer nada alem de observar, estava tudo tranquilo.
Tentei não me abalar, abracei a Luiza e tentei voltar a dormir, mas...
...

...
Mas aquela sensação horrível de estar sendo vigiado não me deixa descansar, e muito menos me distrair com alguma outra coisa, eu simplesmente agarrava Luiza e deixava o tempo passar.
Quando o sol já estava pra nascer, senti os “visitantes” se dispersarem e voltar para a mata fechada, e só assim que eles saíram consegui dormir um pouco.
Eu só fui acordar, com a Luiza me chamando:
-Acorda meu amor – disse ela acariciando meu rosto, e eu abria meus olhos lentamente com preguiça – Bom dia!
-Bom dia! – respondi.
-E ai lindo, dormiu bem ?
-Nem um pouco! –respondi rápido.
-Por que?
-Ah é que essa... –parei para pensar um pouco – Devo ter estranhado o lugar! – decidi mentir para não assustá-la. -  e você dormiu bem ?
-Dormi sim, ainda mais com aquele seu abraço de urso!
Nos beijamos e experimentamos como seria uma relação dentro de uma barraca e posso lhes dizer que não foi uma das piores.
Nós havíamos acordado mais cedo que todos, e então depois ficamos conversando, até que os outros começaram a acordar também.
E aquela tarde foi um tédio total, estávamos sem nada para fazer e o calor era insuportável, naquela tarde as horas se rastejavam e cada hora parecia anos, e eu ainda que estava morrendo de sono tentava me manter acordado.
Quando já estava anoitecendo, Daniel, Barbara, Alexandre , Amanda e Milena decidem ir ver o sol se por lá no lago, como eu não quis ir a Luiza também ficou comigo junto com Danilo e Yago que estavam com preguiça e Ingrid que não estava a fim de caminhar.
Então os cinco foram, e demoravam para voltar e quando já era umas sete da noite decidi ficar um pouco a sós com a Luiza, e poder parar de ouvir as histórias de terror da Ingrid, que já estava me deixando aos nervos.
Levei Luiza para o leste da campina, e a encostei em uma árvore:
-Nossa não aquento mais ouvir a Ingrid falando e contando aquelas histórias de terror chatas!
-Nem eu! – concordou ela
-Que tal fizermos algo mais interessante ?
-Tipo o que?
-Isso...
Eu passei meu braço em torno de seu corpo e agarrei sua nuca, e ela correspondeu, de repente sinto seu coração disparar muito depressa e em muito pouco tempo, ela me agarrou bem mais forte, procurando proteção ou ajuda, decidi parar o beijo.
Ao olhar em seus olhos, vejo uma expressão de horror:
-Luiza o que ouve? Você viu alguma coisa? – perguntei assustado ao ver aqueles olhos arregalados e repletos de pavor!
-O que aquilo? – disse ela apontando em direção a floresta.
Forcei os olhos para poder visualizar e vi algo se mexendo não muito longe de nós, agarrei a mão de Luiza e foi em direção a tal coisa, ao se aproximar mais percebo que aquilo é um corpo de uma pessoa.
Quando finalmente fiquei ao lado do corpo, consegui ver seu rosto, que era de uma garota muito bonita e angelical, mas em seu corpo pude ver marcas de violência e cortes, e sua blusa ensangüentada provava que a garota não estava nada bem!
Peguei- a no colo, e a levei para o acampamento, ainda de mãos dadas com a Luiza , chegando no acampamento deitei ela no chão e todos que estava lá ajudaram a tirar o excesso  de sangue e a fazer curativos no corpo da menina!
Enquanto isso, esperávamos a volta dos outros, mas eles não voltavam, e eu só observava os olhos de Luiza e o espanto que havia neles, enquanto ela olhava a tal garota.
Assim que acabamos com os curativos, a menina acordou e meio zonza tentou se comunicar?
-Quem são vocês ? – perguntou ela assustada
-Calma, beba um copo de água primeiro! – disse para a garota lhe dando um copo – O que houve com você ?
E assim que ela teve certeza de quem nós éramos começou a contar:
-Eu sou a Eduarda, estava em um acampamento do outro lado do lago, com uns amigos. Mas ultimamente coisas estranhas aconteceram por lá!
-O que houve? – perguntei curioso.
-Nos últimos dois dias, sentimos alguém nos observando, mas depois de um tempo esses observadores começaram a atacar, e foram mortes e desaparecimentos pelo meio do caminho !
-Quem são eles? – perguntei, com medo da resposta.
- Eles são um exercito de almas!
-Então foi por isso que não consegui ver a sombra deles ontem a noite!
-Você os viu ?
-Sim!
-Isso significa que vocês são as próximas vitimas!  
- E como você conseguiu chegar aqui ? – perguntei.
-Consegui fugir do massacre, as o único vivo entre eles veio atrás de mim e me fez isso tudo, e quando ele ia me matar viu vocês e simplesmente me deixou desacordada.
-Bom gente acho que temos que avisar o resto do grupo!
Fomos correndo para o lago, mas ao chegarmos já era tarde de mais, o que vimos assustou a todos principalmente a mim , pois não é fácil ver cadáveres de amigos.
Alexandre e Amanda estavam amarados um de costas para o outro e foram mortos com um tiro na nuca, já Daniel estava esquartejado e com os órgãos todos revirados, Barbara estava amarrada em uma arvore e morrerá esfaqueada e Milena era a única que não achávamos na beira do lago.
-Bom acho que você conseguiu sua história de terror Ingrid!   
Ela simplesmente abaixou a cabeça, e de repente ouvimos um grito de socorro que parecia ser a voz da Milena:
-Se preparem para o horror! – disse a Eduarda tremendo de medo ...
...  
Capitulo 4 –  Floresta a dentro!   
Autores: @gabiparceli @Izaamoutinho_ @PatyBiglit e @Caio_Bigliazzi
Continue Lendo ►

terça-feira, 22 de novembro de 2011

12.000 Visualizações


Oooooonwt meus leitores queridos, não sei oque séria de mim sem vocês!
MTU OBG

Continue Lendo ►

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Cap.2 - Vigiados




Capitulo 2 -– Vigiados 

Era bem cedo e ainda o sol despontava no horizonte, fazendo um lindo contraste atrás das árvores, e quando passamos pelos portões velhos e enferrujados do acampamento, o sol iluminava a bela clareira onde ficamos, mas nem a beleza do lugar me tirou as tensões do passado...

...
Desci do carro e observei atentamente o lugar, e se não fosse pela grama alta e as árvores não podadas, poderia disser que aquele lugar havia parado no tempo, a maioria das coisas estavam no mesmo lugar, como a casa do guarda florestal que morava ali, e sua cadeira de balanço que ainda permanecia na varanda da casinha!
E o prédio da administração, embora com as portas fechadas e trancadas, pelos vidros ainda se via tudo exatamente em ordem, até as placas com os nomes dos administradores permaneciam sobre as mesas, como o da Sra. Darlene. E por mais estranho que parecesse, ainda havia objetos pessoais dela sobre a mesa, como a foto da filha e do marido.
Cada segundo que passava, uma nova interrogação surgia em minha cabeça, como por exemplo, o por que do casaco do guarda florestal  ainda estar do lado de fora da casa, pendurado em um gancho?
Mas voltando a campina, aonde íamos armar as barracas, todos estavam extremamente felizes e sorridentes, e Ingrid era a que mais demonstrava a sua felicidade e animação. E eu ao contrario deles estava completamente mal, por estar ali e infeliz por ter de relembrar certos  momentos que rolaram dentro do acampamento.
E um dos principais, foi a noite anterior da morte de Gabriela, que nosso grupo de amigos se reuniu em volta da fogueira, ali mesmo na campina, na roda contamos os nossos planos para o futuro e nossos maiores sonhos.
Aquela noite foi muito especial para mim, o por que eu não sei, mas pelo menos naquele ano, eu estava de bem comigo mesmo e com os outros. Mas depois do choque que tomei na manhã seguinte, mudou muito minha vida!
Fazia tempo em que não pensava nos meus antigos amigos e no maldito acampamento, mas estar lá era quase impossível, não relembrar deles e principalmente de suas brincadeiras, como aquelas de assustar os outros todo momento ou acordar alguém de um jeito bem diferente.
Mas voltando ao presente, decidi me desencostar da árvore e me livrar dos pensamentos que perambulavam  no passado e que as vezes demoravam para voltar ao presente.
Então, decidi ajudar o Yago, Danilo e Daniel, a descarregar o carro, tirávamos de lá malas e mais malas, a maioria delas pertenciam as garotas, por que cada garoto só havia levado uma, ou no meu caso uma mochila.
Ao todo haviam nove pessoas, então levamos quatro barracas, eu e Luiza ficaríamos em uma, Danilo, Yago e Ingrid, em outra, Já Alexandre e Amanda preferiram uma só pra eles, e então Milena, Daniel e Barbara ficaram na outra.
Todos estranhamos ao motivo de Alexandre e Amanda quererem dormir juntos, mas ninguém ousou um comentário se quer, mas até que eu desconfiava um possível relacionamento entre eles, pois nas ultimas semanas  começaram a andar bem mais próximos!
Enquanto montávamos as barracas, as garotas nos olhavam  e davam opiniões de qual ficaria mais bonita ou qual garoto terminaria mais rápido, bom isso pra elas era uma boa forma de se distrair, enquanto organizávamos o lugar.
Admito que montar a barraca aliviou e ocupou meus pensamentos, por um tempo, e assim que acabei coloquei minha mochila e as duas malas da Luiza dentro da barraca. Eu fui o primeiro a acabar, e então por causa do sol, entrei para me refrescar e não demorou muito Luiza também apareceu:
-O que está achando até agora? – perguntou ela
-Bem legal! – menti
Ela deitou ao meu lado e começou a acariciar minha cabeça, e logo depois ela se levantou para fechar a barraca, de repente ela começou a tirar a roupa:
-Ei, o que está fazendo? – perguntei
-Trocando de roupa ué!
-Mas, na minha frente?
-Nossa Bruno para de ser louco, você já me viu um monte de vezes nua, já dormimos tantas vezes juntos, qual é o problema de eu me trocar na sua frente?
-Nenhum!
-Bruno você está muito louco ultimamente!
-Acho que você tem ração! – concordei.
Então, ela continuou a tirar a sua regata, depois tirou o shorts, soltou o sutiã e por ultimo a calcinha, e depois deitou sobre mim  me roubou um beijo. Eu também aproveitei par trocar de roupa, tirei a calça e a camiseta, coloquei depois uma bermuda e fiquei sem camisa, ela colocou o biquíni e um mini-shorts.
Depois, saímos da barraca e nos enturmamos com o resto da turma, enquanto terminávamos de organizar a campina, as horas passavam voando e só fomos terminar ao cair da noite, e então todos cansados comemos algo e fomos dormir.
Era sete da noite e todos já estavam exaustos, eu e Luiza fomos os primeiros a entrar para dormir, ela colocou uma lingerie e eu coloquei um outra bermuda, então eu a abracei e não demorou muito para ela dormir, já eu fiquei um bom tempo para conseguir dormir.
No meio da noite, eu acordei com um barulho estrondoso que veio do lado leste da campina em meio as árvores, Luiza como estava exausta, nem se quer se manifestou ao ouvir o barulho, já eu fiquei com os ouvidos atentos!
Eu fechei os olhos, e me concentrei nos barulhos a minha volta, e consegui detectar vários deles vindo da floresta a leste, oeste e sul da campina , eram passos macios e delicados que tocavam o chão e outro forte e marcante!
Só consegui identificar esses som, pelas folhas secas e galhos caídos no chão, que se partiam a cada passo dos que nos observava, logo depois mais passos apareceram e eles rondavam e cercavam toda a campina, mas foi o do passo mais marcante que se aproximou mais!
Ele entrou na campina pelo lado leste e começou a andar entre as barracas, infelizmente não consegui detectar sua sombra ao passar ao lado da minha barraca, mas pode sentir o seu pé pisando ao chão, estava assustado e curioso em descobrir que era, mas não me atrevi a sair da barraca.
Não demorou muito tempo para o individuo sair do meio da campina e voltar a floresta, então de certa forma relaxei um pouco ,mas mesmo assim sentia os outros cercando a campina e nos observando. Desde que continuassem ali sem fazer nada alem de observar, estava tudo tranquilo.
Tentei não me abalar, abracei a Luiza e tentei voltar a dormir, mas...
...
Continua...

Capitulo 3 – Divisão   
   Autores: @gabiparceli @Izaamoutinho_ @PatyBiglit e @Caio_Bigliazzi
Continue Lendo ►

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Para MINHA linda...


      Bom essa semana a Sah , pediu para que eu desse a ela uma prova de amor, mas ai eu fiquei me perguntando como irei fazer isso! Mas no mesmo instante eu pensei que a melhor prova de amor e não provar nada, agora vocês se perguntam, como assim?
          O amor ele nunca deve ser provado ou muito menos julgado, então eu decidi dizer a ela o que eu realmente sinto:

         Sei que não sou o melhor garoto do mundo ou o ideal pra você, mas uma coisa eu posso dizer, eu não sou um dos piores! 
            Tenho meu jeito e minhas inúmeras manias, isso pra você pode ser chato, mas não importa por você eu largaria a maioria dos meus costumes.
        Sei também que não posso ser o melhor amigo, mas mesmo assim eu tento, só pra poder vela feliz, talvez isso que eu estou falando seja um pouco exagerado  ou sem sentido, mas quem disse que precisa ter sentido ou precisa ser simples?


   Conhecer você foi uma das coisas mais importante que me aconteceu na vida , mesmo sendo só virtualmente.
    Mas depois que te conheci e comecei a conversamos, era quase impossível  não pensar em você a cada segundo e hora do dia.
        Antes de dormir era você que dominava minha mente , e até nos meus sonhos era você que sempre estava presente!
        E isso foi uma dos grandes efeitos que você teve sopre mim, pena que eu estava um pouco longe  e não pude ir ai e dizer tudo isso pessoalmente e além de te falar lhe abraçar como sempre quis!
        Talvez isso pra você não seja uma prova de amor ou algo do tipo, mas  quero que saiba que é a pura verdade!

      Como eu queria estar com você agora, estr ao seu lado, lhe abraçar e lhe dizer tudo o que quero, mas isso não dá! 
     Como talvez isso vai ser um pouco difícil, sintase, abraçada e acariciada por mim, e quando agente se encontrar prometo que irei fazer isso!
      Bom Sah espero que você tenha gostado e entendido tudo oque eu tentei dizer! E também intender que você é muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu...
uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito importante para mim, e pra ter minar eu só queria dizer mais uma coisa:

EU TE AMO
Bjus MINHA linda!
Continue Lendo ►

Garotas: CB Abre o jogo!





Garotas:
CB Abre o jogo!
Como todo garoto, garotas também tem certas duvidas do mundo másculo o por que de cada passo deles, e como combinado vocês mandariam perguntas para que depois eu respondesse, espero responder corretamente cada pergunta:

1-       O que você faria, se descobrisse que uma garota gosta muito de você ? Qual seria sua reação? (Naaty)
R: Bom eu ficaria bem surpreso,  e continuaria a falar com ela normalmente, mas se ela gosta de mim não significa que eu ira corresponder a isso!    

2-      Porque garotos gostam de ficar, e geralmente fogem e relacionamentos sérios? (Maria Simone)
R: Depende de cada garoto, tem uns que não gostam de relacionamentos mais sérios por que  se sentem presos ou limitados, ou simplesmente eles gostam mais de curtição mesmo
3-       Porque garotos não admitem gostar de uma garota, sendo que ela já sabe? (Ester Rosa)
R: Pode ser por timidez, medo de um não, ou porque ele planeja uma forma diferente dela saber!

4-      Se você amasse pra valer uma garota, faria uma loucura por ela? Se sim qual seria? (Nayana Cristina)
R:Claro que faria loucuras! Bom já a loucura deve ser baseada no estilo, no jeito da garota e no que ela gosta!

5-       Se você ama uma garota e ela não te corresponde, o que faria? (Nayana Cristina)
R: Não desistiria, e iria atrás dela para mostrar que eu sou o que ela realmente quer!

6-      Está confuso entre dois amores, o que faria? (Nayana Cristina)
R:Veria se isso é verdade ou apenas coisa da minha cabeça, e depois resolveria!

7-    Por que garotos não conseguem demonstrar direito o que sentem?
R:Por timidez e receio ou medo de receber um não!

8-   O que importa mais, beleza ou personalidade?
R: Os dois são muito importante, porque de que adianta beleza se não existe personalidade!

9-    Como deve ser o beijo perfeito?
R: O beijo perfeito deve ser baseado no que o garoto gosta e no que você gosta, ou seja,  se ele gosta mais de um beijo com mais pegada se entregue, mas se você não gostar muito ponha limites!

10-  É verdade que quanto mais a garota for difícil, mais o cara se apaixona?
R:Na verdade não, mas se você for um pouco mais difícil isso quer disser que você não é qualquer uma por ai, ou seja vai deixá-lo com mais desejo e curiosidade!

11-  O que acha de garotas ciumentas?
R: Nunca é legal ficar ou namorar garotas ciumentas, pois elas sempre acabam desconfiando de você ou algo do tipo!

12- Quando você está em um relacionamento, da vontade de ficar com outras?
R:Na verdade, não dá vontade, isso é mais curiosidade de coisas novas, mas isso não quer dizer que eu queira algo com alguém!

13-   Qual o pior defeito de uma garota?
R: Ser ciumenta e se deixar levar pelos outros!

14- Vocês gostam de surpresas românticas?
R: Depende da surpresa e do garoto, eu particularmente adoro surpresas românticas!
15-  Vocês tem medo de ficar com uma amiga e depois perder a amizade?
R: Claro que temos, pois amiga é muito importante para perder!

16- Como saber se vocês tão a fim de uma garota?
R: Garotos se expressão nos pequenos detalhes e nos olhares.

17- Garotas com ou sem atitude?
R: Eu prefiro garotas sem muita atitude, mas tem garotos que gostam de com ou sem!

18- Muita maquiagem, é ruim?
R: Sim incomoda um pouco!

19- Que roupas usar?
R:Depende do lugar que você for! ( e outra o corpo é seu e seu namorado não deve escolher o que vestir ou não), mas respeite o lugar que for!

20-  Qual seria o corpo ideal, na sua opinião?
R: Não há corpo ideal, na verdade há a garota ideal, se a garota for legal e eu gostar dela, pouco vai me importar seu corpo! Por que a beleza interior é a mis linda e todas!

Bom gente é isso ai espero ter respondido certo as perguntas, e da próxima vez participem mais, por que a maioria das perguntas eu tive que pesquisar em sites!

Bjus até a próxima!
Continue Lendo ►

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Capitulo 22 – Volta as aulas


Capitulo 22 Volta as aulas

Enfim, ela não deixou eu olhar muito o quarto, ela me deitou na cama e deitou ao meu lado, entrelaçamos as mãos e acabamos dormindo, e eu só fui acordar com o celular tocando, era a Lucia querendo saber onde eu estava, como já era tarde voltei para casa.
*Na outra semana*
Voltei a minha querida rotina, de acordar cedo e ir para redação, e da redação para casa e só pude ver Aline no final de semana.
...

...
Eu estava no quarto de casal, na casa da praia, deitado na cama agarrado com a Aline, ela já estava acordada e me fitava com aqueles lindos olhos castanhos claro, não resisti e a beijei, eu a agarrei e certamente a deixei sem ar, mas assim que abri os olhos ela ainda sorria pra mim ...
E foi ai que o despertador toca, e me acorda do meu mundo de sonhos, logo após Lucia abre a porta e me chama:
-Felipe acorda, infelizmente agora você tem aula!
-Disse certo, infelizmente! – disse um pouco sonolento!
Levantei da cama, coloquei meu uniforme e peguei a bolsa que estava desorganizada, desci e tomei café com a Lucia, depois subi para escovar os dentes e finalmente desci para ir a escola!
Eu estava morrendo de sono pois havia ficado na webcam com a Aline, a noite toda, e fui dormir bem tarde, tão tarde que nem arrumei o material da escola!
Um quarteirão ante de chegar na escola, desci do carro, como sempre fazia e depois segui a pé, e a cada passo que eu dava o barulho insuportável de pessoas falando aumentava, fui cambaleando até o portão!
Ao chegar no portão fui surpreendido por Heloisa que me agarrou pelas costas:
-Oie meu lindo, que saudade que eu estou de você! – falou ela me abraçando.
-Oi, tudo bom?- respondi sem animo.
-To bem e você?
-To ótimo!
Assim que entrei na escola notei que cada um dos meus amigos estava em um canto ou em um grupinho mas todos me deram oi a distância, quando passei perto do grupo do Danilo eu acenei para ele, mas ele nem se deu o trabalho de corresponder! 
 Aquela escola estava extremamente dividida e o nosso grupo de amigos, cada um em um canto, só ficou juntos eu e a Heloisa:
-Nossa que chato todo mundo se separou!
-Nem me fale!
-Você sabe o que aconteceu com o Danilo? Ele nem disse oi para mim!
-Bom o Dani, voltou a usar drogas, e voltou ao seu grupinho de 5 “amigos” .
-Como assim ele usava drogas?
-Aram usou por um bom tempo, mas você não estava por perto para presenciar, por isso todos nos dividimos!
-Por causa do Danilo?
-Isso!
Assim que entramos na sala eu fui para meu lugar e a Heloisa para o dela, e as aulas começaram, primeiro  geografia, depois matemática e por ultimo física, enfim dormi em todas as aulas, pois eu estava exausto e super cansado para parar e ouvir os professores!
Quando deu a hora do intervalo a Heloisa me chamou para ir com ela, e lá embaixo no pátio, ela quis puxar assunto:
- Nossa não dormiu porque? Estava ansioso para me ver?
-Não, na verdade fiquei a noite toda com a minha namorada na webcam! – respondi
-Aah. E nas férias, o que fez?
-Levei minha namorada para a praia!
-Aah, legal!
Nossa aquela manha eu queria um pouco mais de sossego, e não sei por que não queria ficar perto da Heloisa, e enquanto andávamos ela tagarelava na minha orelha sobre a sua viagem!
E assim foi até acabar o intervalo, e quando voltei para as outras aulas, voltei a dormir, e só fui acordar com o sinal da saída, quando sai do portão da escola vi que o carro da revista já estava a minha espera.
Entrei no carro e o motorista seguiu para o prédio da redação, nossa naquela tarde eu não estava a fim de fazer absolutamente nada, enquanto o carro seguia em direção a redação eu só olhava os prédios, carros, pedestres, ruas e avenidas, pelo vidro do carro!
E assim que chegamos, só mandei a recepcionista avisar a Carol, que eu já havia chegado, depois dela não falei com mais ninguém, entrei na sala do editorial e fui para minha mesa, abri meu e-mail e vi o que eu tinha que fazer, a Carol mandará que eu escrevesse um pouco sobre minhas férias, e foi então que me animei um pouco.
Dei o titulo da matéria de “ A casa da praia”, e depois comecei a relembrar de tudo que rolou dentro e fora daquela casa, pode se dizer que sonhei acordado, logo depois comecei a desenrolar a matéria.
Comecei a escrever sobre Aline, e descrevi como foi passar as férias ao seu lado, e enquanto eu escrevia relances de imagens surgiam em minha cabeça, era tantas coisas para contar mas pena que na revista eu só poderia ter 2 paginas,l então varias vezes tive que voltar e resumir um pouco!
Assim que acabei mandei para a aprovação da Carol, e como estava chegando a hora da minha saída, já me arrumei e preparei tudo para poder ir esperei um pouco e fui tomar um café, lá  na lanchonete encontrei  o Fabinho, meu assistente em  ensaios fotográficos, e  começamos a conversar.
Ele falou um pouco do seu relacionamento com Gabriel e eu comentei um pouco sobre minha férias na casa da praia com a Aline, mas logo tivemos que parar de conversar, pois ele tinha que organizar os camarins para os ensaios fotográficos de amanha!
E eu fui para casa, assim que cheguei, larguei a bolsa no chão do quarto, arranquei a camiseta e coloquei uma bermuda e deitei na cama, não demorou muito para que eu caísse no sono, e só fui acordar com uma mensagem da Aline, mas assim que respondi retornei ao meu sono.
...

Capitulo 23- Heloisa
-Eu sei que não fui o melhor pra você!
-Não fala isso!
-Então, não me de motivos para dizer!

Continua ...

 



Continue Lendo ►

Para a Sah...


A Sah M. pediu para que eu desse a ela uma prova de amor, então eu  planejei um post super legal para ela e vou posto-lo amanha ás 18:00!

Continue Lendo ►

Nesta Quinta-feira...


Garotas não percam vesta quinta-feira, o post sobre suas duvidas de garotos, ás 13:30
Continue Lendo ►

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Cap. 22 amanha!


Capitulo 22 - Volta as aulas

Depois de ter passado a noite inteira n web-cam com a Aline, Felipe vai ter que aturar a escola e o trabalho, mas na escola e percebe certas mudanças ainda mais com sua amigo Danilo...

Não perca!

Nesta quarta-feira, ás 23:30
Continue Lendo ►

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Cap.1 - O Inicio





Capitulo 1 - O Inicio

Na penúltima vez que estive no acampamento, ouve um fato não muito agradável, mas com certeza o acampamento não era o mesmo de hoje!
Eu e meus amigos estávamos conversando na beira do lago, enquanto o sol nos acertava riamos e brincávamos um com o outro, eu estava sentado ao lado de Gabriela, minha namorada, ela e mais uns amigos meus quiseram ir mergulhar no lago:
-Cuidado amor, o lago é fundo e você não sabe nadar!
-Pode deixar eu vou ficar aqui na beira mesmo!
Ela me deu um selinho e seguiu para o lago, e eu só fiquei observando, mas quando me distraio por uns minutos, vejo os meninos brincando com ela e a jogaram no meio do lago, logo arranquei a camisa e pulei no lago para ajuda – lá.
Quando a peguei ela já havia engolido muita água e estava pálida, a levei para a beira e tentei fazer respiração boca a boca nela, mas não funcionou ela não correspondia, depois verifiquei seu pulso que já estava super fraco, e verifiquei sua respiração que já não existia, não demorou muito para ela adormecer no seu sono profundo e deixar nosso mundo.
Todos em volta assustados olhavam sem entender o motivo de minhas lágrimas, mas depois todos conseguiram entender minha dor e lagrimas também surgiram nos rostos deles, e nesse momento surge Gabriel, irmão gêmeo dela, feliz da vida, rindo e brincando.
Mas depois , que lhe comuniquei o ocorrido ele ficou sem reação e surtou e culpou todos que estavam ali, por não tem ajudado sua querida irmã, naquele mesmo dia todos tiveram que arrumar as coisas e ir para casa!
Semanas se passaram, mas notícias ainda corriam em jornais, revistas e na televisão, era quase impossível esquecer tudo e esquecer das mágoas que ficaram em nós, e assim que voltaram as aulas ainda todos estavam em trauma.
E o acampamento depois de então ficou completamente vazio e inerte, acho que todos ficaram com receio de ir para lá depois de tantas noticias do ocorrido, e nós do grupo de amigos, nunca mais ficamos sabendo de Gabriel e sua família!
...

*2 anos depois*
E os anos se passaram, eu mudei de escola, fui morar na cidade vizinha, e não tinha mais contato com meus velhos amigos.
Mas já arranjara novos, par me ajudar, e além de amigos consegui conquistar Luisa, minha nova namorada, e a primeira garota com quem me relacionei depois do ocorrido. Nos primeiros messes de aula, tudo ocorrerá bem, até de mais.
Mas toda a tranquilidade acabou, depois que Danilo nos lançou um convite:
-Olha que tal nessas férias de julho, acamparmos? – convidou ele, super animado.
-Que tal formos para o tal acampamento da garota?  - perguntou Ingrid.
-Que acampamento é esse? – perguntou Yago curioso.
-Lembra do acampamento em que a garota morreu afogada, então ele não é muito longe daqui podemos ir!  - respondeu Ingrid, mais animada
Enquanto todos marcavam eu fiquei inerte, só ouvia o que falavam e ficava quieto e sem querer relembrando o rosto de Gabriela e dos lindos momentos que tivemos juntos.
Dias se passaram e assunto, ainda era presente nos intervalos das aulas, e eu só ouvia sem reação, uma semana antes Luiza decide conversar comigo sopre isso, estávamos em casa, no meu quarto e ela m pergunta:
-Você vai não é?
-Aonde? – me fiz de bobo.
-Bruno você sabe do que estou falando!
-Não sei se quero ir!
-Por que?
- Não gosto daquele lugar!
-Por favor, me faz companhia!
Depois de tanta insistência decidi acatar a oferta, mesmo não gostando muito da idéia fui só para acompanhar Luiza.
Daniel o mais velho do grupo, pegou o carro do pai para nos levar, o carro era para sete pessoas, mas coube os nove integrantes do grupo, eu estava sentado no pando de trás com a Luiza no colo, eu a abraçava para tentar esquecer o rosto de Gabriela que vagava em minha mente, e o cheiro do perfume de Luiza de certa forma me ajudava.
Era bem cedo e ainda o sol despontava no horizonte, fazendo um lindo contraste atrás das árvores, e quando passamos pelos portões velhos e enferrujados do acampamento, o sol iluminava a bela clareira onde ficamos, mas nem a beleza do lugar me tirou as tensões do passado...
Continua...

Capitulo 2 – Vigiados 
   Autores: @gabiparceli @Izaamoutinho_ @Paah_gabrielle e @Caio_Bigliazzi
Continue Lendo ►

Estreia relâmpago...


Não perca essa noite a 23:30 o primeiro capitulo da série, O acampamento das almas! 

Continue Lendo ►

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Capitulo 21 – Retorno de rotina


Capitulo 21 Retorno de rotina

Ao chegarmos na minha casa, como Aline ainda estava dormindo a peguei nos braços, para poder levá-la ao quarto, mas ela acabou acordando, a coloquei no chão e lhe dei um beijo.
Entramos em casa, e eu fui beber água e ela deitou no sofá, assim que larguei o copo fui atrás dela, deitei por cima do seu corpo e a agarrei intensamente, e em meios aos beijos, risadas e pegadas, subimos a escada e fomos para o quarto.
Coloquei uma bermuda e ela uma lingerie e fomos dormir agarrados na minha cama de solteiro.
...

...


Quando acordei, Aline ainda estava dormindo, eu a abracei e lhe dei um beijo na testa, depois de um tempo ela acordou, e a beijei:
-Bom dia, flor do dia!
-Nossa Felipe, não tinha coisa pior não? Essa é mais velha que meus bisavós!
-É se tem razão! – começamos a rir – Bom dia minha princesa! Melhorou?
-Melhorou um pouquinho! – lhe dei um selinho – Bom dia meu sapo!
-Uebt, uebt ... – imitei um sapo e ela começou a rir.
Eu passei as mãos em suas costas e fiquei por cima de seu corpo, e comecei a encher seu corpo de selinhos e leves mordidas, comecei por sua boca e fui descendo até chegar ao seu peito:
-Sabia que você é irresistível, ainda mais quando dorme! – disse ao seu ouvido.
-Aé, mas quando estou dormindo não posso fazer isto ...
Ela agarrou minha nuca, e mordeu meu lábio inferior, fazendo com que aquilo me arrepia-se todo, depois ela colocou a mão em meu peito e me empurrou para o outro lado da cama, e depois ela ficou por cima de mim e sentou um pouco abaixo da minha  barriga.


Ela começou a acariciar minha barriga , depois colou seu corpo no meu, para poder me beijar, e durante o beijo ela me dava mordidas leves nos lábios e coma as mãos acariciava e agarrava meu corpo, aquilo estava me deixando completamente louco ...


Então com tanta excitação a agarrei com força e firmeza e lhe dei uma mordida leve na orelha, fazendo ela se manifestar com um gemido leve,  e com as mãos afagava a suas costas, e logo depois quis abrir o sutiã dela, quando comecei a solta-lo...
A Lucia abre a porta gritando, bom dia, imediatamente parei de beijar a Aline e de fazer caricias em seu corpo e assustada ela saiu de cima de mim, foi para o meu lado e se enrolou no edredom.


-Vejo que atrapalhei vocês não é! – disse a Lucia.
-Não, só um pouquinho sabe ... – respondi sarcasticamente.
- Felipe, já quer levar bronca não é? Eu já disse que não gosto de que vocês fiquem se catando dentro da minha casa!
-Desculpa! – abaixei a cabeça e não retruquei.
- E meu beijo e abraço ? Cadê? – disse ela já sorrindo
Levantei da cama correndo e lhe dei um abraço e um beijo no rosto:
-Que saudade! – disse.
-Eu também estava!
-Ah deixa eu apresentar a Aline pra você, minha nova namorada e futura mulher, se ela quiser é claro! – Lucia olhou nos meus olhos e me deu um sorriso de aprovação, que certamente, a Aline não viu.
Aline estava com as bochechas rosadas de tanta vergonha, ao ver Lucia:
-Prazer... – disse ela de cabeça baixa.
-Prazer sou a Lucia.
Lucia a observou dos pés a cabeça e acho que não gostou muito do fato dela estar de lingerie, na minha cama:
-Bom vou preparar o café, estou esperando vocês lá em baixo!
-Tá bom, já vamos descer!
Ela saiu do quarto e eu fechei a porta, e já fui agarrando a Aline:
-Nada de agarração entre vocês! – gritou a Lucia lá de baixo.
-Está bem! – respondi.
Deitei ao lado da Aline e a abracei:
-Ela não gostou de mim! – falou a Aline me abraçando.
-Claro que gostou, só você que não percebeu!
-Depois que ela viu a posição que nós estávamos, duvido muito!
-Ela já te conhece muito bem e sabe que você é uma garota decente, educada, legal, divertida e que me faz feliz! Lembra dos telefonemas que eu dava na praia e os que eu recebia? Então, era sempre ela querendo saber de nós dois!
-De nós dois?
-É, ela já sabe tudo, eu contei tudo e posso disser que ela gosta muito de você!
-Tudo mesmo, até a nossa primeira vez?
-Não isso não, isso é só para guardar entre nós!


A beijei, depois fui colocar uma roupa e ela também, e descemos de mãos dadas, Aline com vergonha ficou um pouco atrás de mim e quando sentamos na mesa, ela não soltou a minha mão:
-Aline você é muito mais bonita do que eu pensava! – elogiou Lucia – Vai querer café ou suco ?
- Obrigada Lucia! – respondeu Aline com um vago sorriso no rosto – Café por favor!
A Lucia nos serviu, e depois começamos a conversar sobre as viagens, Lucia contou um pouco da dela e eu e Aline contamos um pouco da nossa, depois de um tempo elas conseguiram se entender melhor e Aline já não estava mais com vergonha.
Depois do café, peguei as malas do carro e levei-as para meu quarto, logo depois levei a Aline para casa, não era muito longe então fomos a pé :
-Bom semana que vem eu tenho muita coisa pra fazer na revista, e vai ser um pouco difícil da gente se ver!
-Não tem problema a gente da um jeito de se ver!
-Se cuida minha linda. – eu a beijei.
Quando eu já estava saindo, ela me puxou de volta e me deu outro beijo:
-Você não quer entrar? – perguntou ela.
-Mas e seu pai?
-Ele ta viajando, ainda bem!
-Então ta vou ficar por um tempo.
A casa da Aline, era um sobrado bem grande e ajeitado, não se via nada fora do lugar, mas antes de me mostrar a casa ela me levou direto para o seu quarto, que era uma suíte enorme com moveis brancos e com vários detalhes em vidro, as paredes eram rosa claro e em uma delas havia um desenho feito por pedaços de espelho.


Enfim, ela não deixou eu olhar muito o quarto, ela me deitou na cama e deitou ao meu lado, entrelaçamos as mãos e acabamos dormindo, e eu só fui acordar com o celular tocando, era a Lucia querendo saber onde eu estava, como já era tarde voltei para casa.
*Na outra semana*
Voltei a minha querida rotina, de acordar cedo e ir para redação, e da redação para casa e só pude ver Aline no final de semana.
...

...
Capitulo 22 – Volta as aulas
Aquela escola estava extremamente dividida e o nosso grupo de amigos, cada um em um canto, só ficou juntos eu e a Heloisa:
-Nossa que chato todo mundo se separou!
-Nem me fale!
-Você sabe o que aconteceu com o Danilo? Ele nem disse oi para mim!
-Bom o Dani, voltou a ...
...
Continua...   

Continue Lendo ►