segunda-feira, 11 de julho de 2011

Capitulo 1 – A perda.


Capitulo 1 A perda.

 Quando eu tinha 14 anos ,tudo pra mim era mais fácil ,bom parecia ser assim e meu pai fazia de tudo para que nada estragasse minha felicidade.
Todas as sextas-férias ele me levava no parque para me ensinar a tocar violão e escrever letras e partituras de musicas. Nas férias de verão ,a família da minha namorada pediram para eu ir com eles em uma casa de praia ,meus pais me autorizaram a ir e na ultima sexta-feira que vi meu pai eu tinha uma surpresa pra ele ,uma musica que compus :
“Viver sem você.
É impossível,
Um pesadelo terrível.
Viver sem você,
É perder o chão,
É arrancar de mim meu próprio coração.
Viver sem você
Não é viver
É simplesmente sofrer
Você não tem idéia do quanto amo você...”
Meu pai me olhava tão feliz ,tão orgulhoso e sem dizer nada me falou tudo o que queria ,simplesmente pela lagrima que escapou de seus olhos:
-Gostou ?
-Adorei – ele me abraçou tão forte e me falou entre sorrisos – Espero te ver novamente depois da viajem!
-Você vai me ver sempre que quiser.
-Assim espero!
No sábado uma hora antes da viajem me despedi dos meus pais:
-Adeus Felipe!
-Pai não é muito sedo pra falar adeus ?
-É talvez seja! -rimos juntos.
- Juízo em menino não vai aprontar nada! Principalmente com a Heloisa viu?
-Relaxa mãe minha namorada é mais difícil do que pensa! – todos riram.
- Beijo filho eu te amo !!! – disse minha mãe com aquela cara de saudade enquanto acenava para mim que já estava quase chegando na esquina do quarteirão de casa.
- Também amo vocês – disse virando a rua.
*Depois das semanas na praia*
Quando voltei da praia , fui correndo pra casa abrasar meus pais, mas levei um susto quando vi uma viatura da policia e uma ambulância parada na frente de casa. Entrei em casa assustado ,olhei para cozinha e vi minha mãe chorando:
-Mãe o que ouve ? – ela não me respondeu- Mãe cadê o pai ? – ela ainda não me respondeu- Mãe? Fala alguma coisa!!! – ela sem falar e com a blusa encharcada de lagrimas, simplesmente apontou para sala.
Fui para sala correndo e vi meu pai no chão com um monte ferimentos e com a camisa cheia de sangue. Comecei a tremer ,fiquei imóvel. Até que um policial colocou a mão no meu ombro e começou a falar.
-Garoto ?
-Sim ! Pode falar!– falei sem me virar .
- Você sabe o que aconteceu?
 - Não ! O que ouve ?
- Seus pais foram reféns durante uma semana, o seqüestrador quebrou quase tudo que ...
-É isso eu percebi! – interrompi ele.
- Bom depois ele agrediu seu pai e o esfaqueou e...
-Conseguiram pegar ele ? – interrompi ele novamente.
- Infelizmente não! – me virei para o policial.
- Ótimo isso mostra a incompetência de vocês !!! – sai de casa e fui para o parque que meu pai sempre me levava e tentei  esquecer de tudo ,que era quase impossível!
Depois de perder meu pai ,terminei o namoro com a Heloisa ,parei de falar com meus amigos. Me isolei do mundo completamente.

Capitulo 2 – Mundo novo
*Três anos depois*
Mesmo com 17 anos ainda estou em luto por causa do meu pai e o vagabundo que transformou minha vida em um verdadeiro inferno vai pagar ...
Continua ...



2 comentários :

Anônimo disse...

amor lindo de mas s2 marina

Anônimo disse...

vai toma no cu! Amei.